Morre Cleto Falcão, ex-líder de Collor na Câmara

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de setembro de 2011 as 05:06, por: cdb

O ex-deputado Cleto Falcão morreu na madrugada de sábado (24), em Maceió, vítima de câncer, aos 58 anos. Ele foi um dos principais articuladores da candidatura do então governador alagoano Fernando Collor à Presidência da República, em 1989, pelo recém-criado PRN.

Depois de eleito, Collor escolheu Falcão para ocupar o posto de líder do partido do governo na Câmara. Os dois se desentenderam após as denúncias do irmão de Collor, Pedro, à revista Veja, que culminaram com a renúncia de Collor, em 1992. Segundo a imprensa alagoana, eles nunca mais se falaram.

De acordo com a família, o ex-deputado vinha lutando contra um câncer de fígado e estava hospitalizado havia mais de um mês na Santa Casa de Misericórdia de Maceió. Ele deixa dois filhos.

O corpo de Cleto Falcão foi cremado em Recife no domingo. Cleto Falcão era pernambucano, mas viveu em Alagoas, onde sua família fez política, aliada ao ex-governador Muniz Falcão. Formado em Direito, atuou também como político e escritor.

Cleto disputou a reeleição, mas não conseguiu retornar à Câmara. Sem mandato, passou a escrever livros e a viver com uma aposentadoria da Assembleia Legislativa de Alagoas.

Ele publicou vários livros, entre eles “Dez anos de silêncio”, lançado em 2004, no qual conta histórias dos bastidores políticos da década de 1990. Também é o autor de “O Homem da Globo”, “Missão Secreta em Igaci” e “Política é Isso Mesmo”.

Da Redação/WS