Morales se dispõe a receber líderes indígenas para evitar nova marcha de protesto

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 29 de agosto de 2011 as 12:33, por: cdb

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Depois de enviar dez dos 20 ministros bolivianos para negociar diretamente com líderes indígenas, o presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou hoje (29) que se dispõe a conversar pessoalmente com essas lideranças para buscar um acordo que evite mais uma marcha de protesto contra o governo.

Representantes de 64 comunidades indígenas exigem uma série de ações do governo, como a suspensão das obras de uma estrada ligando os departamentos de Cochabamba e La Paz. Também querem mais investimentos nas áreas de saúde e educação indígenas.

“O presidente está pronto para recebê-los aqui, no palácio [do governo]”, assegurou o ministro das Obras Públicas, Walter Delgadillo. Segundo ele, Morales receberá os líderes indígenas e promoverá uma reunião na presença de vários ministros.

O líder da Confederação Indígena do Oriente da Bolívia, Adolfo Chávez, disse que a lista de reivindicações da comunidade é ampla. Os indígenas ameaçam retomar amanhã (30) uma marcha de protesto contra o governo, que foi organizada na semana passada nas principais cidades do país.

*Com informações da ABI, a agência pública de notícias da Bolívia

Edição: Vinicius Doria