Morales substitui ministro do Trabalho

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 2 de junho de 2011 as 13:00, por: cdb

O presidente da Bolívia, Evo Morales, empossou nesta quinta-feira (02) o novo ministro do Trabalho, Daniel Santalla, ex-líder da Central Sindical Boliviana (COB). Ele assumiu no lugar de Félix Rojas, que renunciou ao cargo após denúncias de corrupção em seu mandato.“Nas últimas semanas recebemos denúncias de que alguns funcionários e servidores do Ministério do Trabalho estariam envolvidos em casos de extorsão e chantagem. O titular da pasta, o ministro Félix Rojas, foi informado do caso e renunciou ao cargo”, disse Morales em uma cerimônia no Palácio do Governo.

“Qualquer autoridade que se encontra sob este tipo de problema, por uma questão de moral e ética, deveria apresentar sua renúncia”, considerou Morales ao explicar a saída de Rojas, que assumiu o posto em fevereiro. O presidente anunciou o início de uma investigação pelo Ministério da Transparência e Combate contra a Corrupção.

Ao empossar o novo titular, Morales afirmou ainda que os dirigentes sindicais “devem servir primeiro à pátria e ao povo, antes que aos intereses regionais ou setoriais”. Segundo ele, um dirigente sindical e governamental “somente trascenderá se colocar sua capacidade e compromisso a serviço da pátria”.

O presidente lembrou que foi colega de Santalla na Cámara de Deputados e concordava com ele que o Ministério do Trabalho deve ser comandado por um trabalhador e não por um empresário, como ocorreu durante os regimes neoliberais.

Santalla, ex-deputado que e destacado sindicalista, disse em seu discurso como ministro que a central sindical boliviana deve retomar as relações com o governo. “Queremos retomar as relações com a central dos trabalhadores”, afirmou.

Com agências