Montanhista australiano morre no monte Cho Oyu

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 19 de maio de 2003 as 03:34, por: cdb

O montanhista australiano Paul Carr morreu e outros três ficaram presos no monte Cho Oyu, o sexto mais alto do mundo (8.201 metros), informou na noite de domingo, o ministro das Relações Exteriores chinês, Li Zhaoxing, prometendo a máxima colaboração entre os governos da China e da Austrália para resgatar as vítimas.

Paul Carr, um policial de 42 anos, fã de escalada, morreu em 15 de maio em conseqüência do mal de altitude, enquanto escalava um dos montes mais difíceis do mundo, considerado por ele e seus companheiros como um treinamento para o Everest.

O chanceler chinês, que enviou suas condolências ao governo australiano, ressaltou que as equipes de resgate chinesas trabalham contra o relógio na zona do Cho Oyu, situado na fronteira entre a China e o Nepal.

Este ano, comemora-se o 50º aniversário da escalada ao Everest, a montanha mais alta do mundo, o que deve atrair, no verão, muitos alpinistas ansiosos para homenagear o neozelandês Edmund Hillary e o nepalês Tenzing Norgay, os primeiros a realizar a façanha.

Com isso, também existe o temor de que, com o aumento do número de viajantes, aumente o número de acidentes de montanha, tanto no lado norte do Everest, na China, quanto no lado sul, no Nepal.