Mísseis Scud são encontrados em navio interceptado perto do Iêmen

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 10 de dezembro de 2002 as 23:28, por: cdb

Funcionários do Pentágono informaram, nesta terça-feira, que especialistas em armas encontraram pelo menos 12 mísseis do tipo Scud em um navio cargueiro que partiu da Coréia do Norte e que foi interceptado no oceano Índico, na costa sudeste do Iêmen.

Os Scud são o tipo de mísseis que o presidente iraquiano Saddam Hussein utilizou para atacar tanto a Arábia Saudita como Israel durante a Guerra do Golfo.

Mas, os funcionários norte-americanos não acreditam que o navio iria para o Iraque e desconfiam que o destino da embarcação era o continente africano.

Funcionários de inteligência dos Estados Unidos estavam monitorando o navio desde sua saída da Coréia do Norte, há alguns dias, com destino à região do Mar da Arábia, segundo as autoridades norte-americanas.

O navio foi interceptado na segunda-feira por dois barcos de guerra espanhóis, que patrulham essa região do oceano Índico. O navio ainda tentou fugir, levando os barcos espanhóis a fazer disparos de advertência.

Uma comissão espanhola abordou o navio e começou a inspecionar a carga, que seria de cimento, segundo seus tripulantes.

Mas, após uma inspeção detalhada, foram encontrados, em vez de cimento, containers com as peças dos mísseis.

Os espanhóis teriam então decidido pedir ajuda a especialistas dos Estados Unidos, que enviaram uma equipe de remoção de artilharia.

Os especialistas realizaram minunciosa inspeção para descobrir se havia propelentes a bordo e ogivas com bomboas. De imediato, não havia informação se alguma ogiva foi descoberta.

Cada míssil é avaliado no mercado negro em cerca de 4 milhões de dólares.

Quanto à propriedade ou nacionalidade do navio, um alto funcionário norte-americano disse à CNN que “parece ser uma embarcação sem cidadania, já que poucos documentos oficiais foram encontrados”.