Missão italiana no Iraque é difícil, diz ministro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 14 de maio de 2003 as 23:39, por: cdb

O ministro italiano da Defesa, Antonio Martino, disse em sua intervenção no Senado, que a próxima missão dos militares italianos no Iraque é “uma missão difícil. Pelo o ambiente, pelo contesto multinacional, pela grande distância da Itália. Uma missão que comporta riscos”.

AS operações confiadas aos militares italianos no Iraque serão “de perfil essencialmente protecionista e d segurança, conduzidas com atividades de reconstrução e controle, de proteção e segurança, de estabilização e assistência”, disse Martino.

Do contingente italiano farão parte “cerca de 3.000 militares, a maior parte dos quais não empregados diretamente no terreno, mas nas transações aéreas e marítimas”, afirmou o ministro italiano.

Por sua vez, o presidente do Conselho italiano, Silvio Berlusconi, destacou hoje que para a missão de pa dos militares italianos no Iraque “não é necessária” uma segunda passagem pelo Parlamento.

Segundo o premier que falou a margem de um evento em Veneza, “não acredito que exista a necessidade de passar novamente na Câmara, porque a passagem parlamentar que houve me parece que contenha os elementos que dão ao Governo o mandato para agir”.