Ministro vai afastar assessor suspeito de corrupção

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 28 de maio de 2007 as 12:26, por: cdb

O ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, disse nesta segunda-feira que vai afastar o diretor do Departamento de Obras Hídricas, Rogério Menescal. Segundo informações da rádio CBN, a oficialização do afastamento ocorrerá no decorrer da semana.

“O sentimento que estou é que ele será afastado sem que isso signifique qualquer prejulgamento ou julgamento em relação à sua honorabilidade. Mas enquanto eu estiver lá no ministério, na condição de ministro de Estado, não vai permanecer trabalhando conosco ninguém sobre o qual paire sequer suspeição”, afirmou Geddel.

Rogério Menescal é suspeito de participar de esquema de fraude a licitações públicas comandado pela construtora Gautama.

Segundo Geddel, a saída de Menescal do cargo já estava prevista e as investigações da Operação Navalha apenas anteciparam a substituição.

O diretor de Obras Hídricas aparece em gravações feitas pela Polícia Federal tentando articular a sua permanência no cargo com o então subsecretário de Infraestrutura de Alagoas, Denisson Tenório, um dos 48 presos durante a Operação Navalha.

Menescal foi o responsável pela liberação de verbas para a barragem do rio Pratagi, em Alagoas. A obra, feita pela Gautama, está sob suspeita de irregularidades.