Ministro israelense diz que o país não descartou atacar o Irã

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 18 de abril de 2012 as 11:38, por: cdb

Ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, diz que as negociações entre o Irã e o grupo 5+1 são perda de “tempo precioso”

Barak insiste nas ameaças contra o Irã

O ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, afirmou ontem (17) que seu país não descartou atacar o Irã, embora continuem as entre Teerã e o G5+1 – formado pelos cinco membros permanentes do Conselho da Segurança mais a Alemanha. Barak disse ainda que os israelenses foram claros nas conversas que tiveram com os Estados Unidos a respeito do programa nuclear iraniano: “nós não estamos comprometidos com ninguém”.

Barak pensa que o Irã se transformará em uma ameaça existencial caso consiga desenvolver armas nucleares e ameaçou: Israel não permitirá que o governo iraniano produza bombas nucleares. Em relação às negociações entre os iranianos e o G5+1, Barak considera que as partes envolvidas estão perdendo um “tempo precioso”.

No último fim de semana, uma delegação iraniana viajou à Turquia para retomar as negociações com o G5+1. Na ocasião, o Irã destacou as necessidades da negociação, porém voltou a deixar claro que as conversas deveriam ser baseadas em “igualdade e respeito mútuo”, sem pressões ou chantagens. Na semana anterior, no dia 12, o presidente Mahmoud Ahmadinejad afirmou que seu país vai preservar seus direitos fundamentais, ainda que para isso tenha que suportar “as mais duras e severas pressões”.

Com informações do Opera Mundi

 

..