Ministro garante que Belém-Brasília será recuperada

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 7 de novembro de 2003 as 14:49, por: cdb

A rodovia Belém-Brasília, pricipal eixo de ligação rodoviária da região Norte com as demais regiões do Brasil, será totalmente recuperada. O anúncio foi feito pelo ministro dos Transportes, Anderson Adauto, que assinou ordem de serviço autorizando as obras de recuperação, restauração e manutenção da rodovia nos estados de Goiás, Tocantins e Pará.

O presidente da República em exercício José Alencar e o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, participaram da solenidade de autorização das obras, que ocorreu na BR-153, a cinco quilômetros do município goiano de Anápolis. De acordo com Anderson Adauto, a reforma não é uma simples operação “tapa buraco” e faz parte de um programa de salvamento dos principais eixos da malha viária brasileira. Segundo Adauto, além da recuperação de estradas em regiões metropolitanas e grandes cidades, será prioridade a conclusão de obras inacabadas. A rodovia Belém-Brasília corta quatro estados: Maranhão, Goiás, Tocantins e Pará. A recuperação do trecho maranhense da BR foi autorizada pelo ministério dos Transportes no mês passado. O governo federal vai investir R$ 227,9 milhões na execução da reforma dos mais de 2061 quilômetros da rodovia.

Os recursos são do Banco Mundial, com contrapartida do governo brasileiro. Segundo Adauto, já estão garantidos R$ 33 milhões que serão usados neste ano e R$ 80 milhões em 2004. A estimativa do governo é que cerca de 2 milhões de habitantes destes 4 estados sejam beneficiados com as obras.