Ministro de Informação do Iraque ganha site na Internet

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 11 de abril de 2003 as 08:45, por: cdb

Ele se converteu em uma celebridade da guerra do Iraque com seus extravagantes desmentidos e um otimismo sem limites. Agora, o ministro iraquiano de Informação, Mohammed Said al-Sahaf, virou um astro na Internet.

Seus fãs montaram um site, www.welovetheiraqiinformationminister.com, dedicado a al-Sahaf e que reúne suas declarações mais escandalosas, além de uma galeria de fotos.

Vestido com sua tradicional boina e seu sorriso intrigante, o ministro aparece retratado em várias poses, em fotos que foram tomadas antes que desaparecesse esta semana, após as tropas norte-americanas cercarem e tomarem Bagdá.

Al-Sahaf converteu-se em uma figura fácil na televisão com suas entrevistas coletivas diárias, nas quais aparecia atrás de um mar de microfones para condenar os norte-americanos “infiéis” e negar, regularmente, o que os espectadores de todo o mundo estavam vendo nas telas de suas televisões.

Em um dos momentos mais destacados na história das relações públicas, al-Sahaf disse, categoricamente, que Bagdá estava segura e que “os invasores seriam massacrados”, inclusive quando os tanques norte-americanos já percorriam partes da capital iraquiana.

“Os infiéis estão se suicidando nas portas de Bagdá”, disse al-Sahaf, aos jornalistas, enquanto os combatentes iraquianos fugiam para se esconder.

Na lista de “o melhor de todos os tempos”, o site de al-Sahaf inclui: “Deus assará seus estômagos no inferno” e “nossa avaliação inicial é que todos eles vão morrer “.

Criado por cinco empresas de meios de comunicação e Internet norte-americanos, o site também sugere que o cineasta Sydney Pollack deveria fazer o papel do ministro em um filme de Hollywood.

Os fóruns na Internet também estão cheios de debates sobre as técnicas de relações públicas nada convencionais do agora famoso ministro.