Ministro da Justiça vai renunciar ao cargo para ocupar embaixada em Lisboa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 21 de outubro de 2001 as 20:30, por: cdb

O ministro da Justiça, José Gregori, passou boa parte deste domingo informando a amigos e colaboradores que deixará a pasta que dirige no mês que vem. Gregori deverá assumir o posto de embaixador do Brasil em Portugal.

O novo ministro da Justiça, que já teria sido escolhido pelo presidente Fernando Henrique Cardoso, deve ser o atual ministro-chefe da Secretária-Geral da Presidência, Aloysio Nunes Ferreira.

Essa alteração pode resolver um dos principais problemas políticos do Palácio do Planalto: a pressão do PFL para ocupar uma liderança no Congresso. A solução seria o deslocamento do deputado Artur Virgílio (PSDB-AM) para o lugar de Aloysio e a sua substituição por um pefelista.

A saída de Gregori começou a desenhar-se com a crise das Polícias Militares nos Estados. Já na ocasião ventilou-se que, assim que a poeira baixasse, ele deixaria a pasta.

José Gregori não teria demonstrado apetite administrativo para coordenar o “arquipélago” que é o Ministério da Justiça. Seccionado entre a Polícia Federal, com a participação do chefe do gabinete militar, general Alberto Cardoso e assuntos que vão da defesa do consumidor à fiscalização da concorrência, o ministro teria concluído por si próprio que não estava no lugar certo.