Ministérios devem receber orientação sobre cartão corporativo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008 as 20:49, por: cdb

O Ministério do Planejamento estuda o envio de uma recomendação aos ministérios para que não usem cartões corporativos em nome dos ministros.

Segundo a assessoria de imprensa da pasta, a orientação não significará que o ministro terá que devolver o cartão. A idéia é que o cartão fique em nome de um técnico que fará os pagamentos. O ministério ainda não definiu a data e a maneira como será feita essa orientação.

Em entrevista coletiva na quarta-feira, a ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, havia adiantado essa intenção.

— A partir de agora, haverá uma avaliação, por parte do Ministério do Planejamento, no sentido de que o ministro não pode ter cartão, porque fere o princípio da impessoalidade —, disse.

Questionada sobre a compra de uma tapioca de R$ 8,30 por parte do ministro do Esporte, Orlando Silva, a ministra disse que a iguaria foi comprada para ele porque “quem tem cartão comprava para si”.

— Por isso é que nós estamos tirando os cartões dos ministros. Não por que nós achemos que os ministros são maus gastadores, mas porque nós achamos que o princípio da transparência impede que alguém compre para si mesmo, sendo com cartão ou não —, afirmou.