Ministério Público Federal investiga denúncias de loteamento de cargos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 3 de setembro de 2003 as 03:36, por: cdb

Ministério Público Federal irá investigar as denúncias de loteamento de cargos (preenchimento de cargos técnicos com critérios políticos) nos órgãos do governo federal onde a prática foi denunciada.
 
Funasa (Fundação Nacional de Saúde), Anvisa, Petrobrás, Ibama e Correios teriam muitas vagas em cargos de confianças preenchidas por critérios políticos e não técnicos.

O Ministério Público chegou a recomendar a anulação de 20 nomeações nos Correios.
 
– Nós pretendemos demonstrar ao Ministério Público, através do nosso departamento jurídico, que as nomeações estão corretas e fazem parte das regras internas, legais e vigentes na empresa – disse Airton Dipp, presidente dos Correios.

O PSDB quer uma CPI para investigar os loteamentos do governo petista. O deputado José Aníbal, presidente do PSDB, disse que a ocupação por petistas em cargos públicos é indiscriminada.

– É triste ver o presidente do PT, José Genoino, dizendo que eles estão ocupando apenas 70% das vagas e que ainda sobram os outros 30% – avalia o tucano.

Para Aníbal, o critério para ocupação dessas vagas não pode nem deve ser de natureza partidário, mas, sim, de conhecimento e competência.
 
– Não pode ser critério para desempenho estar filiado ao PT. É um retrocesso na democracia. Isso não é bom e eles vão se arrepender – disse Aníbal.

Na Câmara dos Deputados foi apresentado na última terça-feira um projeto de lei contra o loteamento de cargos.