Militares iraquianos entram em cidade controlada pelo EI

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 30 de maio de 2016 as 11:10, por: cdb

De acordo com o alto oficial, as tropas iraquianas “estão bem-equipadas e armadas, têm espírito elevado e determinação para o combate

Por Redação, com Sputnik Brasil – de Beirute:

As Forças Armadas do Iraque conseguiram entrar na cidade de Faluja, capturada por membros do grupo terrorista Estado Islâmico, informou a agência France Press, citando comandantes locais. Antes de entrar na cidade, o exército tinha pedido todos os cidadãos para se evacuarem.

A cidade de Faluja é localizada ao ocidente da capital iraquiana Bagdá e ficou ocupada por jihadistas desde 2014
A cidade de Faluja é localizada ao ocidente da capital iraquiana Bagdá e ficou ocupada por jihadistas desde 2014

– Nesta manha nós começamos a operação de entrada em Faluja – disse à agência um representante oficial do serviço antiterrorista.

Yehia Rasul, o porta-voz do Comando de Operações Militares Conjuntas que partilhou a informação, fez também declarações à agência russa de notícias Sputnik.

– As Forças de contraterrorismo iraquianas, juntamente com o exército iraquiano e forças da Polícia Federal, entraram na cidade de Faluja para libertá-la da organização terrorista EI – disse.

De acordo com o alto oficial, as tropas iraquianas “estão bem-equipadas e armadas, têm espírito elevado e determinação para o combate. Ao mesmo tempo, os membros do Estado Islâmico se mostram mais fracos”.

A agência especificou que os militares usaram três pontos para entrar na cidade.

Cabe mencionar que os militares iraquianos começaram a operação de libertação de Faluja há uma semana já. Durante este tempo o exército conseguiu libertar várias povoações. Além disso, foi eliminado o chefe da célula do EI da cidade, conhecido como Haji Hamza.

A cidade de Faluja é localizada ao ocidente da capital iraquiana Bagdá e ficou ocupada por jihadistas desde 2014. Antes da guerra, a cidade, com cerca de 350 mil moradores, estava entre as maiores no país.

Frente Nusra

Militantes do grupo jihadista Frente Nusra atacaram vários assentamentos nas províncias sírias de Idlib, Hama, Homs e Latakia nas últimas 24 horas, informou o Ministério da Defesa russo no domingo.

Um regime de cessar-fogo negociado por Rússia e EUA entrou em vigor no dia 27 de fevereiro em toda a Síria, mas organizações terroristas como a Frente Nusra e o EI não aderiram.

– Formações terroristas da Frente Nusra bombardearam o assentamento de Al-Fuah, na província de Idlib, um aeroporto na província de Hama e o assentamento de Mesherfa, na província de Homs. Soldados do grupo terrorista também bombardearam Hakur Tahtani, Rasha e Ard Wata, na província de Latakia – diz o ministério no boletim diário publicado em seu site.

O boletim informa ainda que nas últimas 24 horas militantes do Estado Islâmico também atacaram posições de milícias curdas na província de Aleppo, enquanto os curdos expulsaram os jihadistas do assentamento de Shaykh Isa.