Milícias iranianas atacam manifestantes em Teerã

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 14 de junho de 2003 as 09:26, por: cdb

Forças de segurança e milícias de simpatizantes do governo islâmico do Irã entraram em choque com multidões que protestavam contra o atual comando do país em Teerã.

Gás lacrimogênio, cassetetes e barras de ferro foram usados para dispersar os manifestantes.

As milícias “linha dura” estavam tirando pessoas de dentro de seus carros e as agredindo.

Tiros também foram ouvidos na quarta noite consecutiva de protestos contra o atual governo.

Sem piedade

Testemunhas dizem que policiais ficaram apenas olhando enquanto milicianos agrediam os manifestantes.

O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, havia advertido os manifestantes de que seriam tratados “sem piedade” caso continuassem protestando.

As autoridades tentaram bloquear a área ao redor da Universidade de Teerã, mas ruas nas proximidades foram tomadas por automóveis e manifestantes a pé, tocando buzinas e gritando palavras de ordem.

Pedras foram atiradas e cantos pedindo a morte de Khamenei foram entoados.

Segundo correspondentes, não há precedente para esse tipo de animosidade contra o líder religioso do país.