Milhares de pessoas acompanham eclipse solar em ilhas remotas do Ártico

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 20 de março de 2015 as 10:49, por: cdb
A sombra da lua surgiu ao sul da Groelândia, às 4h41 (horário de Brasília) e avançou em direção ao leste para as Ilhas Faroe
A sombra da lua surgiu ao sul da Groelândia, às 4h41 (horário de Brasília) e avançou em direção ao leste para as Ilhas Faroe

 

Milhares de pessoas contemplaram o céu em ilhas remotas do Ártico para observar um eclipse solar nesta sexta-feira, num espetáculo que também foi parcialmente observado por milhões na Europa, África e Ásia.

A sombra da lua surgiu ao sul da Groelândia, às 4h41 (horário de Brasília) e avançou em direção ao leste para as Ilhas Faroe e as ilhas de Svalbard, no Ártico norueguês, onde os hotéis estavam lotados há anos para fãs do raro eclipse total.

– Eu já vi aurora, já vi algumas erupções de vulcões, mas o eclipse total ainda é a coisa mais espetacular que já vi. E cada um é único – disse o astrofísico aposentado da Nasa Fred Espenak, em Tórshavn, capital das Ilhas Faroe.

O céu em Tórshavn estava majoritariamente nublado no início desta sexta-feira. O céu estava mais limpo em Svalbard, onde os visitantes foram persuadidos a ficaram no vilarejo principal para facilitar a proteção contra ursos polares e frio intenso.

Um urso polar atacou um turista tcheco na quinta-feira, invadindo a tenda enquanto o homem dormia. Jakub Moravev foi levado de helicóptero para o hospital e esperava se recuperar para poder ver o eclipse, após sofrer pequenas lesões no rosto, peito e braço.

As Ilhas Faroe, que tem uma população de 50 mil pessoas, recebeu cerca de 8 mil visitantes para o primeiro eclipse na região em 60 anos.