Microsoft entrega WindowsXP aos fabricantes de PC

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 24 de agosto de 2001 as 19:44, por: cdb

A Microsoft deverá realizar a entrega do código da nova versão do sistema operacional Windows – o Windows XP – aos fabricantes de PCs em um rápido evento na sede da empresa. Para os analistas da indústria, a cerimônia de entrega do código será um alívio temporário para os executivos da Microsoft, que têm sofrido muita pressão para cumprir os prazos de lançamento do novo sistema no mercado, para não sofrer qualquer ameaça vinda do processo antimonopólio que atualmente correndo na Justiça norte-americana contra a empresa.
Diversos fabricantes incluindo IBM e Dell afirmaram que deverão tomar parte do evento de 15 minutos presidido por Bill Gates, que fará a entrega do código do novo sistema aos parceiros.

Apesar dos fabricantes não comentarem muita coisa sobre o evento programado para hoje, um representante da Dell revelou que teve de se certificar de que o enviado da companhia presente no acontecimento não tem medo de voar, já que existem boatos de que o evento terá helicópteros circulando o espaço aéreo sobre a sede da Microsoft. Mas, para os fabricantes a maior preocupação é a de ter em mãos o sistema operacional, ao invés de ter que enfrentar um passeio aéreo sobre a cidade de Redmond, onde está a matriz da Microsoft.

Na opinião de Roger Frizzell, porta-voz da Compaq Computer, “independente do que aconteça durante o evento, o principal é ter o Windows XP a tempo de lançarmos nossos equipamentos no mercado”,

Essa é uma preocupação bastante séria para os produtores de PCs, já que de posse do novo sistema operacional, os fabricantes terão, no máximo, de quatro a seis semanas para testar e depurar o software em seus sistemas. O porta-voz da Compaq revelou também que a entrega nesta sexta-feira dará à Compaq tempo suficiente para começar a oferecer máquinas com Windows XP para seus canais diretos em setembro e para as lojas de varejo, na data do lançamento oficial do XP, 25 de outubro.

A única surpresa que poderá embaçar o brilho do evento como programado pela Microsoft – de acordo com a visão de analistas e especialistas em questões legais – é o Governo do Estados Unidos, que está no meio de uma batalha judicial antimonopólio com a empresa de Bill Gates. A novidade do processo, inclusive, é que a Corte do Distrito de Colúmbia deve escolher um novo juiz para liderar a próxima fase do caso, que vai determinar novas ações para frear o comportamento anticompetitivo do qual a Microsoft vem sendo acusada e com a indicação do novo juiz, os oponentes legais de Bill Gates poderão pedir um mandado para impedir a distribuição do Windows novo XP.