Michael Phelps será porta-bandeira da delegação dos EUA na Rio 2016

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 3 de agosto de 2016 as 13:25, por: cdb

O Comitê Olímpico dos EUA anunciou que Phelps, que será o primeiro norte-americano a competir em cinco edições dos Jogos

Por Redação, com Reuters – do Rio de Janeiro:

 

Michael Phelps, o atleta olímpico mais vitorioso de todos os tempos com suas 18 medalhas de ouro de um total de 22 pódios, será o porta-bandeira da delegação dos Estados Unidos na Olimpíada do Rio de Janeiro de 2016.

Nadador Michael Phelps no Parque Olímpico, no Rio de Janeiro
Nadador Michael Phelps no Parque Olímpico, no Rio de Janeiro

O Comitê Olímpico dos EUA anunciou nesta quarta-feira que Phelps, que será o primeiro norte-americano a competir em cinco edições dos Jogos, foi escolhido em uma votação com colegas de delegação norte-americana para liderar a equipe no estádio do Maracanã.

Phelps, que conquistou oito de seus ouros em Pequim 2008, deve aumentar sua coleção de medalhas no Rio, já que irá competir em três provas individuais e em revezamentos.

– Estou honrado por ter sido escolhido, orgulhoso de representar os EUA, e comovido pelo significado de carregar a bandeira e tudo que ela significa – disse o nadador.

– Em Sydney (em 2000), eu só queria estar na equipe. Em Atenas, queria ganhar o ouro para meu país. Em Pequim, queria fazer algo que ninguém havia feito. Em Londres, queria fazer história – disse.

– E agora, quero estar na cerimônia de abertura, absorver tudo aquilo, representar a América da melhor maneira possível e dar orgulho à minha família. Desta vez diz respeito a muito mais do que medalhas.

A primeira competição do esportista de 31 anos deve ser o revezamento 4×100 metros estilo livre, que acontece no próximo domingo.

Andy Murray

Acostumar-se rapidamente à atmosfera olímpica e ao clima diferente do Rio de Janeiro será fundamental para Andy Murray defender o título que conquistou em Londres quatro anos atrás, disse o tenista número dois do mundo.

Tenista Andy Murray assistindo partida na Copa Davis
Tenista Andy Murray assistindo partida na Copa Davis

O escocês, que derrotou Novak Djokovic e Roger Federer na campanha que o levou ao ouro em 2012, representa a Grã-Bretanha na chave de simples e irá disputar duplas com seu irmão Jamie na Rio 2016.

– Aqui as condições são totalmente diferentes, instalações diferentes, país diferente, então vou tentar tratá-lo como qualquer outro torneio e me preparar o melhor que puder – disse ele a repórteres.

– Lembro que, quando estava em Pequim (em 2008), toda a atmosfera que cerca uma Olimpíada é diferente, porque você tem muitos dos melhores atletas do mundo ao seu redor.

– Foi legal estar cercado pelos melhores atletas de seu país, vê-los voltando com medalhas, aumenta a sensação de um clima de equipe.

Metade dos 10 melhores tenistas do ranking mundial não estará nos Jogos Rio 2016. Stan Wawrinka, número quatro do mundo, sofreu uma lesão na terça-feira e desistiu, assim como seu colega de equipe suíço Roger Federer.

Entre as outras ausências notáveis estão o canadense Milos Raonic e o tcheco Tomas Berdych, que mencionaram o temor do zika vírus, e o austríaco Dominic Thiem, que preferiu se concentrar no circuito da Associação de Tenistas Profissionais (ATP)

O torneio de tênis olímpico acontece entre os dias 6 e 14 de agosto.