Michael Jackson nega todas as acusações

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 27 de dezembro de 2003 as 09:53, por: cdb

O cantor Michael Jackson concedeu sua primeira entrevista desde que foi formalmente indiciado por molestar um garoto de 13 anos, e disse que “cortaria os pulsos” antes de machucar uma criança.

O cantor, que falou à rede de TV americana CBS de um hotel em Los Angeles, negou veementemente todas as nove acusações que lhe foram feitas na Justiça.

Durante a entrevista, Michael Jackson disse que considera “aceitável” o fato de ele ter dormido no mesmo quarto com menores, ainda que pesem as acusações contra ele.

“Por que não?”, questionou. “Se você vai ser um pedófilo, se você vai ser Jack, o Estripador, se você vai ser um assassino, não seria uma boa idéia. Mas eu não sou.”

Neverland 

Ele acusou a polícia de violar sua privacidade ao realizar buscas em seu rancho na Califórnia, o Neverland, para tentar encontrar provas que o incriminassem.

“Eu não vou morar mais lá”, disse o cantor. “Agora, é uma casa, não é mais um lar. Eu vou apenas visitar.”

A CBS divulgou apenas trechos da entrevista, que será transmitida pela primeira vez no domingo, nos Estados Unidos.

Michael Jackson, que tem 45 anos, enfrenta sete acusações de conduta “indecente” ou “lasciva” contra um menor de menos de 14 anos, e outras duas de ter oferecido bebidas a ele.O cantor deve comparecer a um tribunal pela primeira vez no dia 16 de janeiro, quando deve ouvir formalmente as acusações que enfrenta e alegar sua inocência.

Ele foi preso no dia 20 de novembro e libertado depois de pagar uma fiança de cerca de US$ 3 milhões.