México: 20 mil casos de violência contra mulher são denunciados ao ano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 24 de novembro de 2003 as 22:02, por: cdb

Mais de 20 mil casos de violência contra as mulheres são denunciados anualmente na capital mexicana, e a situação é ainda mais grave no resto do país. A afirmação é da presidente do Instituto Nacional das Mulheres, Patricia Espinosa.

Entre junho de 2002 e julho de 2003, 9.467 mulheres denunciaram “maus-tratos psicoemocionais”; 7.315 maus-tratos físicos e outras 3.356 maus-tratos sexuais, segundo cifras oficiais. Conforme Espinhosa, apenas cerca de 15% dos casos são negociados na zona metropolitana, que inclui a capital e os municípios contíguos.

Segundo este cálculo, apenas na zona metropolitana, com 20 milhões de habitantes, haveria anualmente mais de 130 mil casos de violência contra as mulheres. A funcionária afirmou também que se na cidade mais importante do país apenas 15% dos casos são denunciados, a situação é “muito pior” em outras cidades e mais ainda em pequenos povoados e na área rural.

Acrescentou que a violência ocorre no âmbito privado e não há uma cultura de denúncia, por isso estima-se que um terço dos lares (um total de 23 milhões no país) sofre algum tipo de violência.

Grupos feministas, sociais e de direitos humanos farão uma passeata na capital do país amanhã, no dia internacional contra a violência à mulher.

Há anos organismos governamentais iniciaram através do rádio e da televisão campanhas para estimular que as pessoas denunciem casos de violência de todos os tipos e os textos foram traduzidos para duas línguas indígenas e serão traduzidos para mais outros dois idiomas locais.