Mercado reduz previsão para crescimento do PIB

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 5 de janeiro de 2004 as 10:50, por: cdb

O mercado financeiro reduziu a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) pela sexta semana consecutiva, segundo boletim semanal divulgado pelo Banco Central contendo estimativas de mercado.

A previsão dos analistas é de que a economia do país tenha crescido apenas 0,10% no ano passado –o resultado demora em média dois meses para ser divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Na última semana de dezembro, o mercado apostava em alta de 0,11%.

Já para 2004, a previsão de crescimento ficou estável em 3,55%. O resultado deve ser bem melhor devido à constante redução da taxa básica de juros, a Selic, que chegou a atingir 26,5% ao ano em meados de 2003 e começa 2004 a 16,5%.

Para os analistas, a Selic deve cair mais 0,5 ponto em janeiro, para 16% ao ano. No entanto, as cinco instituições financeiras que mais acertam suas previsões apostam em uma Selic de 15,72% ao final deste mês, o que indica que não está descartado um corte de 1 ponto.

Inflação

O IPCA (índice de inflação ao varejo que serve de base para o cálculo das metas de inflação) deve ficar, segundo os analistas de mercado, em 6% neste ano. Em 2003, a previsão é de que o índice tenha atingido 9,22% –o IBGE divulga o resultado em meados de janeiro.

Já a estimativa de superávit da balança comercial foi elevada de US$ 19 bilhões para US$ 19,15 bilhões em 2004.