Mercado da Piçarra vai passar por reforma

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de março de 2012 as 09:12, por: cdb

A Prefeitura de Teresina, por meio da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Sul – SDU Sul, está concluindo a elaboração do projeto de reforma estrutural do Mercado da Piçarra. A obra custará R$ 300 mil do Orçamento Geral da União, com recursos de emenda parlamentar do deputado federal Osmar Júnior.

O projeto inclui a reforma do teto com intervenções que vão permitir uma maior ventilação e melhorar a sensação térmica no local. Também está prevista mudança e melhoria do piso, além da reforma dos banheiros do mercado. Outra mudança corresponde à restauração das instalações elétricas e hidráulicas do espaço, principalmente a parte de esgotamento. Outra solução prevista no projeto está a construção de uma lixeira em um dos lados do mercado, o que vai permitir um acondicionamento correto do lixo produzido no local.

Recentemente engenheiros da SDU fizeram uma vistoria no local e providenciaram o orçamento para contratação de empresa para realização de reparos na calha do teto do mercado, pois quando chove, molha alguns box’s. A SDU já deu a ordem de serviço para uma empresa prestadora de serviço fazer o trabalho de reparo.

Limpeza do Mercado da Piçarra é feita diariamente

A Prefeitura de Teresina coloca contêineres do lado de fora do Mercado da Piçarra para o depósito do material produzido pelas atividades dos permissionários. Diariamente, a empresa responsável pela coleta de lixo domiciliar faz o recolhimento desse material evitando o acúmulo e outros transtornos às atividades desenvolvidas no local.

Nos coletores é depositado material orgânico, como vísceras de animais, peles, carnes e restos de alimentos, que são materiais altamente perecíveis e que atraem animais como cães, gatos e urubus. Para agravar a situação, o material é colocado nos contêineres em sacolas plásticas de supermercado sem o devido acondicionamento, o que piora a situação.

Apesar de a coleta do lixo no mercado ser feita diariamente, os transtornos como mau cheiro e presença de animais são causados exatamente pelo não acondicionamento correto do lixo. É necessário que os comerciantes do mercado coloquem o lixo em sacos plásticos resistentes, adequados a este fim, fechá-los corretamente para que não exalem mau cheiro, não atraiam animais e sejam abertos por estes.

Além da coleta diária do lixo dos contêineres, a Prefeitura, por meio da SDU Sul, mantém de forma permanente trabalhadores responsáveis pela limpeza interna, manutenção e segurança do local. Além disso, a Superintendência conta com uma equipe de trabalhadores destinada à realização de mutirões e esforços concentrados de limpeza nos mercados públicos administrados pela Prefeitura na região Sul da cidade.