Menem nega desistência e ataca o Brasil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 7 de maio de 2003 as 05:03, por: cdb

O candidato à presidência da Argentina, Carlos Menem, negou nesta terça feira rumores de que não teria chances de participar do segundo turno, no dia 18.

Além dessa negação, um dos principais economistas da equipe de Menem, fez críticas ao governo brasileiro. Pablo Rojo, disse que uma proposta brasileira de criar linhas de financiamento às exportações de empresas argentinas para o Brasil, por intermédio do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), – é política -.

Rojo deu a entender que o anúncio pode ser uma ação do Planalto em favor de Néstor Kirchner, adversário de Menem no segundo turno. Candidato que conta com a simpatia de Luiz Inácio Lula da Silva, Kirchner almoçará com o presidente brasileiro amanhã em Brasília.

Os rumores de que Menem desistiria de sua candidatura surgiram na noite de segunda-feira, quando os menemistas ameaçaram apresentar à Justiça denúncias de fraude no primeiro turno.