Membros do partido de Saddam são vetados no governo iraquiano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 16 de maio de 2003 as 16:41, por: cdb

Milhares de membros do partido do ex-presidente iraquiano Saddam Hussein foram proibidos de participar do futuro governo do Iraque.

A medida foi decretada um dia depois de o novo administrador americano do Iraque, Paul Bremer, ter anunciado que as forças que ocupam o país estavam determinado a erradicar a antiga base de poder de Saddam Hussein.

Segundo um graduado funcionário da administração americana em Bagdá, a medida vai acabar com o partido Baath e “colocar uma estaca em seu coração”.

Ele disse que a proibição afetará de 15 mil a 30 mil pessoas que eram leais a Saddam.

Cerca de 2 mil integrantes graduados do partido Baath ainda estão ocupando postos elevados nos ministérios iraquianos, disse o funcionário americano, que não quis ser identificado.

Segundo ele, o processo de escolha e veto – envolvendo entrevistas e análise de arquivos – será iniciado neste sábado.

O funcionário disse que a proibição poderá gerar ineficiência no setor público do país por algum tempo.

“Entendemos que esse pode ser o preço e estamos dispostos a pagá-lo”, disse ele.