Meligeni perde e Argentina faz 1 a 0 no Desafio de Tênis

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de janeiro de 2002 as 22:38, por: cdb

A Argentina saiu na frente no Desafio de Tênis contra o Brasil, que está sendo disputado no ginásio do Maracanãzinho, no Rio. No primeiro jogo do duelo, nesta quinta-feira, Gastón Gaudio derrotou o brasileiro Fernando Meligeni por 2 sets a 1 (6/3, 2/6 e 6/4). Ainda hoje, Guga entra em quadra contra David Nalbandian para tentar empatar o confronto.

Nem mesmo o festivo clima da torcida no Maracanãzinho, numa atmosfera que fez lembrar os melhores clássicos do futebol carioca, levou Meligeni a superar o Gaston Gaudio. Depois de muita luta, jogadas bonitas e muita rivalidade dentro e fora da quadra, o brasileiro saiu derrotado.

O jogo teve de tudo, com uma boa torcida praticamente lotando as arquibancadas. Gaudio, bem mais adaptado às quadras rápidas, como o carpete, venceu o primeiro set com um jogo agressivo. Depois, na segunda parcial, resolveu colocar uma camisa com as cores da Argentina e parece que atraiu o clima de crise de seu país. Recebeu uma enorme vaia, como seria mesmo de se esperar, e teve uma repentina queda de rendimento. Sofreu com o forte calor, chamou por atendimento médico e só mesmo no terceiro e decisivo set voltou a colocar-se em vantagem para definir a vitória.

Para Meligeni, restou o que mais gosta: muita luta, jogadas sensacionais e aplausos eufóricos da torcida. O clima estava mesmo bom para isso. Quando Gaudio, por exemplo, colocou a camisa azul e branca da Argentina, o Maracanãzinho transformou-se num verdadeiro Maracanã. Nada de amistosidade, nem o costumeiro silêncio e concentração das partidas de tênis. Os tenistas nem ligaram para isso. E como se estivem mesmo num campo de futebol seguiam jogando sem se importar com o barulho.

Neste ambiente festivo, quente e muito gostoso, Meligeni levou a melhor na hora das provocações. Depois de uma longa troca de bolas, em que Gaston Gaudio tentou “brincar” com o brasileiro, Meligeni mostrou a força de sua garra ao ganhar o ponto e comemorar chupando o dedo, numa clara insinuação ao rival. Meligeni só volta à quadra agora no sábado, para fazer o último jogo do confronto, diante de David Nalbandian.