Mega Intermodal deverá ser a 2ª maior arrecadação de Canoas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 18 de abril de 2012 as 14:20, por: cdb

O Mega Intermodal Canoas foi apresentado na tarde desta quarta-feira, 18, no auditório Sady Schwitz da Prefeitura de Canoas. O empreendimento da Capital Realty Infraestrutura e Logística será o maior condomínio logístico da região Sul do país. Há 40 anos Canoas não recebia um empreendimento desse porte. “Estamos muito agradecidos pela empresa escolher Canoas. Em apenas um ano já estaremos com a primeira fase em operação, e tudo foi acertado em menos de 70 dias, demonstrando que quando existe vontade do poder público e das empresas os negócios andam”, comemorou o prefeito Jairo Jorge.” Esta nova empresa, pelo volume de negócios que irá realizar e as empresas envolvidas, deverá ser a 2ª maior arrecadação de Canoas. Há 40 anos não recebíamos um investimento deste porte”, completou o prefeito.

O empreendimento –

A previsão da empresa paranaense Capital Realty, responsável pelo projeto, é investir 200 milhões de reais na estrutura, que contará com oito armazéns. O empreendimento será erguido em um terreno de 172 mil metros quadrados localizado às margens da BR-386, na altura do quilômetro 442 (sentido Tabaí-Canoas), próximo à Rodovia do Parque. A expectativa é pela geração de 10,5 mil empregos – 3,5 mil diretos e 7 mil indiretos.
Anunciado durante a feira internacional Intermodal South América, o Mega Canoas terá, segundo seus idealizadores, a qualidade da infraestrutura como um de seus diferenciais, pois atende ao padrão “A” de classificação industrial logístico.

A construção vai acontecer em etapas. A primeira, com cerca de 30 mil metros quadrados, tem previsão de entrega para o segundo trimestre de 2013. A estrutura contará ainda com um desvio ferroviário que vai permitir o transporte intermodal de mercadorias.

Ampliação logística –

De acordo com Rodrigo Demeterco, presidente da Capital Realty, o Mega Canoas deve atender principalmente empresas de bens de consumo, varejistas e operadores logísticos. Com o projeto, a Capital Realty pretende repetir o sucesso de seu primeiro condomínio logístico, instalado no município de Esteio, a apenas 10 quilômetros do novo empreendimento. “Ficamos muito felizes pelo suporte que Canoas nos deu, mas principalmente com a acolhida que tivemos no município. Essa expansão de nossa empresa no Rio Grande do Sul, dez anos depois, só foi possível por conta desta ajuda que tivemos da cidade”, disse Demeterco. “Além de aumentar nossa arrecadação, o que mais comemoramos é a criação destes 7 mil empregos. Já estamos em tratativas com as universidades e escolas técnicas do município para formar mais pessoas capacitadas para ocuparem estas vagas”, ressaltou o secretário de Desenvolvimento Econômico (SMDE), Eltamar Salvadori.

 

 

Crédito da notícia: Euclides Bitelo