Meditação “zen” reduz sensibilidade à dor

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 as 14:05, por: cdb

A meditação  ‘zen’ aumenta a espessura do cérebro, reduzindo a sensibilidade à dor, de acordo com um estudo publicado na revista Emotion pela American Psychological Association.

Segundo os  pesquisadores, a antiga disciplina oriental pode fortalecer a região central do cérebro que regula a dor.

O estudo, que acompanhou 17 adeptos da meditação e 18 que não a praticavam, mediu a sensibilidade à dor com a aplicação de uma placa quente nas panturrilhas e com o registro por ressonância magnética nuclear estrutural de seu cérebro.

Os resultados mostraram que as regiões centrais do cérebro que regulam as emoções e a dor eram significativamente mais grossas entre os seguidores da meditação em comparação com os outros.

O estudo concluiu que as dolorosas posturas da meditação ‘zen’ podem contribuir no crescimento da espessura e em uma melhor tolerância à dor.