Medidas provisórias que trancam a pauta não serão votadas hoje

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 31 de maio de 2011 as 15:25, por: cdb

O presidente da Câmara, Marco Maia, anunciou há pouco no Plenário que, por acordo entre os líderes partidários, as medidas provisórias que trancam os trabalhos não serão analisadas.

Em sessão extraordinária, os deputados deverão votar o Projeto de Decreto Legislativo 1669/09, que contém o tratado para criar a União de Nações Sul-Americanas (Unasul), uma área de integração continental que, além do Brasil, abrange a Argentina, a Bolívia, o Chile, a Colômbia, o Equador, a Guiana, o Paraguai, o Peru, o Suriname, o Uruguai e a Venezuela.

Vigência
Duas das MPs que não serão votadas perdem a vigência nesta quarta-feira. A MP 522/11 liberou R$ 780 milhões em créditos extraordinários para atender municípios dos estados atingidos pelas fortes chuvas das primeiras semanas de janeiro, principalmente na Região Sudeste.

Já a MP 524/11 prorroga, até 31 de dezembro de 2011, os contratos temporários de pessoal de diversos órgãos federais de educação e do meio ambiente.

Reportagem – Eduardo Piovesan
Edição – Marcos Rossi