Médicos são afastados para investigação no RS

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 14 de novembro de 2003 as 19:42, por: cdb

A Prefeitura de São Leopoldo afastará 15 médicos do Hospital Centenário com objetivo de evitar interferência durante investigação policial do caso da mulher que morreu enquanto aguardava atendimento na instituição.

Honorina José Rodrigues da Silva, 77 anos, teria esperado três horas,em uma cadeira de rodas para ser atendida na madrugada do último dia seis.

Uma comissão está ouvindo os funcionários que trabalharam no dia para saber os motivos da demora no atendimento da paciente. Segundo o delegado Heliomar Athaydes Franco, da 1ª Delegacia de São Leopoldo, a paciente teria passado por uma triagem e não foi constatado nenhum problema grave.

Dias depois da morte, Franco solicitou a exumação do corpo para investigar crime de omissão de socorro, pois no atestado de óbito consta “causa desconhecida da morte”.