Médico que atendeu Maradona é preso com dois quilos de cocaína

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 12 de dezembro de 2002 as 00:17, por: cdb

O médico colombiano Hernando Mauricio Vergara, que ficou famoso ao cuidar do argentino Diego Armando Maradona, foi detido, nesta quarta-feira, no aeroporto da cidade colombiana de Cali com cerca de dois quilos de cocaína pura, quando pretendia seguir para Buenos Aires, anunciou a Polícia.

O comandante da Polícia do departamento de Valle, coronel Álvaro Caro Meléndez, informou que a cocaína foi descoberta em maletas, no fundo falso de uma máquina fotográfica e no estojo do laptop do médico.

Segundo Meléndez, o médico pretendia embarcar no vôo Cali-Panamá-Buenos Aires.

“A prisão do dr. Vergara foi possível graças à nossa rede de informações”, declarou Meléndez.

Mas, de acordo com o comandante, “o médico afirmou desconhecer que carregava a droga”.

O dr. Vergara, que possui um centro especializado em medicina esportiva em Cali, foi o responsável, há alguns meses, pela criação de um programa de emagrecimento para Maradona.

Além disso, o ex-astro do futebol argentino também se submeteu a uma operação em um joelho em Cali, permanecendo vários dias na cidade e se recuperando da cirurgia na clínica de Vergara.

Nessa ocasião, Maradona não quis contato algum com a imprensa e sua permanência foi cercada de mistério.

Quando emagreceu e se recuperou da operação, o ex-jogador voltou a Buenos Aires para um encontro que marcaria sua despedida do futebol.

E, o dr. Vergara também viajou à Argentina, como convidado de Maradona.

O ex-astro do futebol argentino aparentemente conheceu o Vergara em julho de 2001, quando esteve na Colômbia para a final da Copa América.