MEC descredencia 55 cursos de pós-graduação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 4 de outubro de 2004 as 18:24, por: cdb

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível Superior (Capes), agência de fomento à pesquisa ligada ao Ministério da Educação (MEC), divulgou nesta segunda-feira a avaliação de 1.819 programas de pós-graduação em universidades de todo país.

A entidade considerou que 55 programas não alcançaram a qualidade mínima para poderem continuar em funcionamento e indicou o descredenciamento dos cursos nessas universidades.

– Aqueles cursos que não atingiram o desempenho mínimo terão de ser descredenciados – disse o diretor de Avaliação da Capes, professor Renato Janine.

A Capes optou por não divulgar os nomes das instituições a serem descredenciadas. As instituições podem recorrer da decisão num prazo de 30 dias e a Capes terá outros 30 dias para decidir se reconsidera a decisão. De acordo com entidade, os responsáveis pelos programas serão comunicados e poderão continuar funcionando, mas sem seu reconhecimento.

– Esperamos receber muitos recursos, mas é raro fazer uma correção de conceito – explicou o diretor.

Segundo Janine, os alunos matriculados nesses cursos de mestrado e doutorado deverão continuar normalmente a pós-graduação e receberão o diploma validado pelo MEC, mas não será permitido que essas faculdades publiquem edital para novos processos de seleção.

– É improvável que alguém seja prejudicado, perto do total de programas não chega nem a 3% – argumentou.

A avaliação é realizada a cada três anos e após o processo de análise, cada curso avaliado recebe uma nota que varia de 1 a 7. No total foram avaliados 1.726 cursos de mestrado e 1.020 cursos de doutorado em instituições públicas e particulares de todo país.