Maternidade Municipal de Campina Grande já realizou neste ano mais de 1,3 mil partos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 12 de março de 2012 as 10:38, por: cdb

Somente nos dois primeiros meses deste ano, o ISEA (Instituto de Saúde Elpídio de Almeida) da Prefeitura de Campina Grande já realizou 1.308 partos, sendo 666 em janeiro e 642 em fevereiro, o que representa, até o momento, uma média de 21,8 partos por dia.

O dia em que aconteceu o maior número de partos 20 de fevereiro, com 37 partos e o menor número, 14 partos, aconteceu no dia 18 de janeiro. O número registrado nos dois primeiros meses deste ano já é quase 8% maior que o mesmo período do ano passado, que registrou 1.216 partos.

Entre os partos realizados no ISEA estão os normais, cesarianas e cesarianas com laqueaduras, em pacientes de baixo e alto riscos, no qual a maternidade é referência não só para as gestantes de Campina Grande, mas também de outros municípios paraibanos e até de outros Estados vizinhos. O ISEA é a única maternidade do município referenciada para atendimento de gestação de alto risco, que é aquela em que existe maior risco para a saúde da mãe e/ou do feto.

Entre as condições que predispõem para uma gestação de alto risco estão, por exemplo, idade materna menor do que 17 anos ou maior do que 35 anos, peso materno inadequado, anormalidades uterinas, trabalho de parto prematuro, ganho de peso excessivo, ruptura prematura da bolsa, hemorragia ou pressão alta em gestação anterior e doenças maternas prévias ou desenvolvidas durante a gravidez, como hipertensão arterial ou diabetes, além de abortamento habitual.

Em janeiro e fevereiro deste ano, o ISEA realizou outros 455 procedimentos, entre os quais, curetagens uterinas; laqueaduras tubárias; cerclagem de colo uterino, que consiste em “costurar” o colo da gestante para evitar que o feto nasça prematuro; sutura de laceração perineal; drenagem de mama; retirada de abscesso das glândulas de Bartholin, localizadas nos dois lados da abertura vaginal; além de 11 casos de prenhez ectópica, que é a gestação que acontece fora da cavidade uterina.

O ambulatório do ISEA, maternidade que é reconhecida pelo Unicef como Hospital Amigo da Criança, também oferece para as gestantes e para os bebês nascidos na própria maternidade serviços como pré-natal, testes do Pezinho e da Orelhinha, Imunização, Pediatria, Odontologia, Psicologia, Endocrinologia, Nutrição, Planejamento Familiar, entre outros.

Em 2011, foram 7.789 partos, uma média de 21,3 por dia e um nascimento a cada 1 hora e 15 minutos. O número foi quase 45% maior que em 2010, quando foram realizados 4.997 partos.