Massacre do Carandiru completa hoje 12 anos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 2 de outubro de 2004 as 20:31, por: cdb

O Massacre do Carandiru, intervenção policial que resultou na morte de 111 presos, completa neste sábado 12 anos. Para Ariel de Castro Alves, do Movimento Nacional de Direitos Humanos, “o massacre é um retrato do quadro de impunidade” no país.

-Apenas um dos 84 réus acusados de terem permitido o massacre foi a julgamento. O coronel Ubiratan Guimarães, que hoje é deputado estadual, recebeu a maior condenação da história brasileira mas, ainda assim, nunca passou um dia na cadeia pois recorre em liberdade-afirmou.

O massacre ocorreu em 2 de outubro de 1992, após a Polícia Militar invadir o Pavilhão 9 da penitenciária, na zona norte da cidade, com o objetivo de conter uma rebelião. O episódio teve repercussão internacional.

Na última sexta-feira, um grupo fez uma manifestação na praça da Sé em memória aos mortos. Foram acesas 111 velas na escadaria da Igreja, representando cada um das vítimas.

A Casa de Detenção Carandiru foi desativada em setembro de 2002. Em dezembro daquele ano, três pavilhões foram implodidos, inclusive o 9.