Massa aponta queda de audiência da Globo na F1

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 14 de novembro de 2015 as 15:56, por: cdb

Por Redação – de São Paulo

O piloto brasileiro de Fórmula 1 (F1) Felipe Massa concordou que, após a Rede Globo deixar de exibir ao vivo as duas últimas corridas do Mundial de Fórmula 1 e, há muito tempo, não passar mais na íntegra o treino de classificação dos Grandes Prêmios, este é um fator de irritação entre os fãs da categoria.

Felipe Massa conversou com jornalistas, na manhã deste sábado
Felipe Massa conversou com jornalistas, na manhã deste sábado

No ano que vem, a TV Globo poderá não transmitir as provas da F1, após a perda de patrocínio de companhias como a Petrobras e uma instituição bancária. O comentarista Galvão Bueno não comentou o assunto. Questionado por jornalistas, nesta manhã, Felipe Massa sugeriu que a queda de interesse da emissora ocorre em função da queda na audiência da TV Globo. O piloto da Williams também sugeriu que a F1 precisa se aproximar mais das novas mídias e não ficar restrita principalmente à TV.

— Será que é apenas a F1 que a audiência está caindo? O mundo está cada vez mais voltado para o computador e a F1 faz pouco para ter a audiência em outros lados. Não é só isso. Sem dúvida temos outros problemas. A TV está mostrando menos e precisamos de mais ajuda ao automobilismo. O automobilismo brasileiro acabado não é a palavra certa, mas está perto disso.  Eu daqui a pouco estou parando. Para os jovens, a chance de ter um piloto correndo vai sempre diminuindo. Graças à federação e mídia falando menos, a coisa vai piorando — disse Massa.

Ainda segundo o piloto, “a Globo é a empresa de comunicação número um do país. Se a gente tem menos espaço, é difícil a audiência subir. Tomara que as coisas possam mudar no futuro pela F1 e pelo automobilismo em geral”.