Marcão não deve mais jogar neste ano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 28 de outubro de 2002 as 23:12, por: cdb

A contusão do volante Marcão, do Fluminense, que saiu com dores na coxa direita no final do primeiro tempo da vitória de 3 x 2 sobre o Botafogo, no último sábado, foi mais grave do que se pensava. O jogador teve uma ruptura parcial da musculatura da coxa e, segundo o médico Michael Simoni, trata-se de “uma lesão complicada”.

“Na beira do campo, ele (Marcão) já tinha dito que era uma contusão muito mais forte que as anteriores. É muito difícil prever quando ele volta, até porque estamos em fase final do campeonato, mas adianto que será um tempo longo para recuperação”, disse o médico.

De acordo com Simoni, Sidney, que também se recupera de uma lesão na coxa no jogo contra o Figueirense há quase dois meses, pode ter condições de substituir Marcão.

Outro que se machucou na partida contra o Botafogo, logo aos 10min de jogo, foi o meia Fernando Diniz. Mas, ainda não há nenhuma previsão sobre o jogador, que sofreu uma torção no joelho direito e faz ressonância magnética na noite desta segunda-feira.

“Ele (Fernando Diniz) já teve uma melhora muito grande de ontem (domingo) para hoje, mas dependo do exame para saber se houve lesão intraarticular”, esclareceu o médico.

O zagueiro Válber, que teve estiramento na coxa direita e está há dois jogos afastados, evolui muito bem na fisioterapia, segundo Simoni, mas é preciso aguardar o retorno do trabalho com bola.