‘Manifestante da maratona’ é acusado de molestar menores

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 2 de setembro de 2004 as 16:09, por: cdb

O ex-padre irlandês que interferiu na maratona, no último dia das Olimpíadas de Atenas, atrapalhando a corrida do brasileiro Vanderlei de Lima, foi acusado de molestar uma criança.

Cornelius Horan foi indiciado na capital britânica, Londres, onde mora.

As acusações, que ele nega, seriam referentes a incidentes que teriam ocorrido na década de 90.

No começo desta semana Horan foi multado e recebeu uma pena de prisão suspensa de um tribunal na capital grega, Atenas, por ter atrapalhado a maratona.

O corredor brasileiro liderava a prova, mas acabou em terceiro lugar depois do incidente.

Horan afirmou que interferiu na maratona para chamar a atenção para a volta de Jesus Cristo à Terra.