Mais um bueiro explode no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 18 de julho de 2011 as 11:26, por: cdb
Desde o início do ano, ocorreram diversas explosões em bueiros da cidade

Mais um bueiro explodiu na manhã desta segunda-feira, na Rua Camuirano, esquina com a Rua Voluntários da Pátria, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. Com a explosão, os vidros de algumas lojas próximas ao local ficaram estilhaçados.

Rodrigo Santos, de 26 anos, ficou ferido nas mãos e nos pés e foi levado para o Hospital Miguel Couto. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, Rodrigo fraturou a mão, passou por raio-x e faz novos exames para saber se precisará de cirurgia.

Uma moto foi totalmente destruída na explosão. A moto estava estacionada ao lado do bueiro.

– Estava descendo o lixo do edifício na hora que explodiu. Ouvi muito barulho. Pensei que o elevador tinha caído –, contou o porteiro Francisco Renato Farias, que é dono da moto.

Mas, quem registrou o maior prejuízo foi o responsável pela loja de sapatos que teve os vidros das vitrines estilhaçados. José Alano Batista, que trabalha no estabelecimento há 42 anos, disse que o susto foi muito grande.

– Por volta das 7h45 começou uma oscilação de luz na loja. Às 8h20 estourou. Desceu vidro do prédio, quebrou os da loja, foi um estrondo muito grande.

De acordo com a CET-Rio, uma faixa da Rua Voluntários da Pátria, nas proximidades do local da explosão, ficou interditada, ocupada por carros da PM, dos bombeiros, da CET-Rio e da Light.

A Light informou que houve o deslocamento da tampa de uma caixa subterrânea da própria companhia, além de outra pertencente a uma concessionária de telefonia. Um laudo indicará as causas da ocorrência. O fornecimento de energia elétrica foi interrompido para o prédio número 153 da Rua Camuirano. A concessionária afirmou, em nota, que prestará assistência ao homem ferido pela explosão de mais um bueiro no Rio de Janeiro.

O coordenador da Câmara de Engenharia Elétrica do Crea, Luiz Cosenza, esteve no local e informou que vai se reunir na tarde de terça-feira  com a equipe da prefeitura para informar os termos de referência para que seja contratada a empresa que irá monitorar os bueiros da cidade.

Desde o início do ano, ocorreram diversas explosões em bueiros. Segundo levantamento feito pela Light, o Rio possui, hoje, 27 bueiros com 100% de risco de explosão devido a vazamento de gás.

Sobre os bueiros perigosos, a CEG informou que os equipamentos da Light não são calibrados para identificar gás canalizado. Na semana passada, uma reunião definiu medidas emergenciais para evitar novos incidentes, como a presença permanente de um fiscal da Aneel no Rio para acompanhar o monitoramento das câmaras da Light e da CEG.

Comments are closed.