Mais um bebê e dois civis são mortos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 4 de abril de 2003 as 09:07, por: cdb

No segundo incidente deste tipo registrado em quatro dias, fuzileiros navais dos Estados Unidos abriram fogo, nesta quinta-feira, contra um táxi que passou direto por um posto de controle ao sul de Bagdá. Três civis morreram, incluindo um bebê de dois anos.

Uma quarta pessoa – uma mulher – foi ferida e encontra-se em estado grave, informaram autoridades militares norte-americanas.

A criança, um menino de dois anos, chegou a ser levada com vida a um hospital de campanha dos Fuzileiros Navais, onde morreu após ser operada.

Segundo os norte-americanos, o táxi não obedeceu às ordens para que parasse no posto de controle e os fuzileiros, então, abriram fogo contra o veículo.

O correspondente médico da CNN no Iraque, dr. Sanjay Gupta, estava acompanhando o trabalho de colegas norte-americanos no hospital de campanha e foi requisitado pelos militares a operar o menino, uma vez que era o único neurocirurgião presente.

Segundo Gupta, o bebê foi atingido por um projétil na cabeça e suas condições eram “extremas”. O médico tentou aliviar a pressão no cérebro, mas o menino não resistiu.

Na segunda-feira, em incidente que os Estados Unidos dizem ainda estar sob investigação, soldados norte-americanos dispararam contra uma caminhonete que transportava mulheres e crianças no sul do Iraque, causando a morte de sete passageiros e ferindo dois.

O Comando Central dos Estados Unidos, com base no Catar, disse que os soldados abriram fogo porque o veículo recusou-se a parar em um posto de controle perto da cidade de Najaf.

O governo iraquiano não aceitou a explicação e afirmou que os soldados dispararam de propósito contra o carro.