Mais dez refeitórios populares serão instalados em comunidades carentes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 6 de outubro de 2004 as 11:10, por: cdb

O Governo Federal demonstrou interesse na metodologia que a Prefeitura do Rio vem adotando no combate à fome e decidiu liberar R$ 358,2 mil para a criação de mais dez refeitórios do programa Cozinheiras Comunitárias. O primeiro deles deverá ser lançado em dezembro deste ano. O programa carioca instala refeitórios em comunidades carentes e neles serve café da manhã e almoço por apenas R$ 0,50.

Além de oferecer comida de qualidade por baixíssimo preço, o Cozinheiras Comunitárias também é responsável pela geração de emprego e renda onde se instala, já que treina e contrata moradores da localidade para diversas funções nos refeitórios.

Aos recursos federais a Prefeitura acrescentará R$ 89,5 mil para a adaptação dos locais onde serão instalados os novos refeitórios e compra de equipamentos. A comida ficará por conta do Município, que gasta cerca de R$ 6 mil mensais com a aquisição dos gêneros alimentícios em cada unidade do Cozinheiras Comunitárias. O programa é desenvolvido pela Obra Social da Cidade, com apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Os 11 refeitórios existentes funcionam nos bairros de Acari, Campo Grande, Leme, Manguinhos, Vila Isabel, Anchieta, Ilha do Governador e em quatro localidades de Santa Cruz. Cada unidade está aberta ao público das 5 às 7 horas e serve cerca de 200 refeições por dia.