Magno Alves põe o Flu na justiça

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 7 de janeiro de 2003 as 21:16, por: cdb

Como já era esperado, o atacante Magno Alves entrou na Justiça do Trabalho contra o Fluminense, requerendo a liberação de seus direitos federativos, além de salários e direitos de imagem em atraso. O jogador, que tem como advogado o vice-presidente jurídico do Vasco Paulo Reis, tomou a decisão após uma reunião com a diretoria tricolor, na tarde desta terça-feira.

Marcos Donici, vice-presidente jurídico do Fluminense, confirmou à Rádio Globo a iniciativa de Magno Alves, mas acha que o caso do atacante é mais complicado: “O contrato de trabalho do Magno Alves é diferenciado, pois é anterior à Lei Pelé. Ele pode até ir para outro clube, mas é preciso quitar o valor do passe junto à Federação Carioca de Futebol. Além disso, ele tem que informar na Justiça que existe um clube na Bahia requerendo do seu passe”, disse o dirigente, referindo-se à pendenga com o Ratrans, primeiro clube de MAgno Alves e que até hoje reivindica os direitos do jogador.

Magno Alves, que se mostrou irritado com o que chamou de descaso da diretoria tricolor por não ter sido procurado até agora para renovar seu contrato, saiu da reunião, mas não quis falar com a imprensa.