Mãe biológica de Pedrinho recebe ameaça de morte

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 24 de fevereiro de 2003 as 13:17, por: cdb

Maria Auxiliadora Pinto, conhecida como Lia, realizou o sonho de quase 17 anos ao encontrar o filho Pedrinho, roubado de um hospital em Brasília em 1986 com poucas horas de vida, mas tem enfrentado mais um problema.

As agentes da 9ªDP, do Lago Norte, investigam as intimidações recebidas por Cristina Braule, filha mais nova de Lia e Jayro Tapajós. Na noite de sexta (21/02), uma pessoa, Cristina não sabe se foi homem ou mulher, ligou para o celular dela fazendo ameaças de morte à Lia, caso a família continuasse a se encontrar com Perdinho.

Investigações preliminares revelam que a ligação partiu de um telefone público em Alto Paraíso, (GO), a 227 km de Brasília. De acordo com um delegado, que participa das apurações, Cristina recebeu a segunda ameaça na manhã de ontem. A família Tapajós foi orientada pela polícia a não falar sobre o caso.