Lula: “Vou governar para todos”

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 30 de dezembro de 2002 as 23:35, por: cdb

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta segunda-feira, a menos de dois dias da posse como presidente da República, que está muito tranqüilo e seguro de que o Brasil será um país bem melhor nos próximos anos.

Lula garantiu que, no dia da posse, haverá muitas surpresas para o povo brasileiro, mas não quis revelá-las.

“Todos merecem participar dessa festa. Vou governar para todos”, afirmou Lula, antes de se recolher na Granja do Torto com a família para a passagem de ano.

“Nenhuma tempestade de granizo vai me impedir de subir a rampa”, afirmou Lula, referindo-se ao mau tempo em Brasília, com previsão de chuva para 1º de janeiro.

Depois de três tentativas frustradas de chegar ao Palácio do Planalto, o ex-metalúrgico e sindicalista enfim aguarda o momento esperado há mais de uma década: receber a faixa e prestar juramento como presidente da República.

“Estou me sentindo bem”, acrescentou. “Agora, eu só quero descansar e me preparar para a posse, momento que eu tanto esperei”.

Na entrevista, Lula estava acompanhado do primeiro-ministro de Portugal, José Manoel Durão Barroso, que veio para a posse.

Lula disse esperar que Portugal possa ajudar o Brasil a ter melhores relações comerciais com a União Européia.

“Não dá para esses dois países terem apenas uma relação diplomática”, observou. “Portugal pode ajudar o Brasil a entrar no mercado europeu e o Brasil pode ajudar Portugal conquistar o mercado latino”.

Lula não quis antecipar detalhes do discurso que fará no Congresso no dia de sua posse.

Posse

O presidente do Partido dos Trabalhadores, José Genoino, afirmou que o partido está pensando em várias alternativas para os contatos do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva com as caravanas que vierem para a posse, na quarta-feira.

“Vamos torcer para não chover”, disse o deputado.

Para o caso de o tempo continuar chuvoso em Brasília, Genoino afirmou que o PT analisará outras maneiras de Lula se aproximar da população que estará na Esplanada dos Ministérios e não descartou a possibilidade de a recepção ser realizada em local fechado.

Genoino informou ainda que, até o dia da posse, vai se dedicar a dar uma “boa recepção” às inúmeras caravanas de petistas de todo o país que estão chegando a Brasília para a festa da posse.