Lula reafirma posição do Brasil contra a guerra no Iraque

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de janeiro de 2003 as 15:32, por: cdb

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou claro, durante reunião e almoço de trabalho com o presidente da França, Jacques Chirac, a posição contrária à possibilidade de um conflito armado no Iraque. Segundo o presidente, embora o Brasil seja solidário ao sofrimento norte-americano, após os atentados de 11 de setembro, a única maneira de preservar a democracia e as organizações internacionais é evitar a guerra.

“Nada deverá ser feito fora do Conselho de Segurança da ONU, ainda que os inspetores tenham dúvidas sobre o que encontraram. Precisamos de cautela e tranquilidade”, enfatizou Lula.

Na opinião do presidente brasileiro, “um cidadão pode cometer uma loucura qualquer, um Estado não”, afirmou referindo-se à postura dos Estados Unidos no caso do Iraque. Lula lembrou ainda que sua campanha eleitoral foi “paz e amor” e não será agora que ele irá defender a guerra.

O presidente da França, Jacques Chirac, disse que a postura do Brasil e do seu país sobre a guerra “não são próximas, mas idênticas”.