Lula promete governar com os aliados

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 16 de outubro de 2002 as 13:29, por: cdb

Candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira, após o café da manhã com aliados, entre eles o governador de Minas, Itamar Franco, que pretende governar sem fazer distinção qualquer partidária, se eleito no próximo dia 27. Lula disse que chamará todos os governadores para discutir sobre desenvolvimento regional e segurança pública, pois não há como “fazer um projeto de nação sem discutir modelo de desenvolvimento”. O petista afirmou que atualmente os governadores só são chamados pelo governo federal para discutir a dívida dos Estados.

– Se eu for eleito, a relação do governo federal com os estados não terá coloração partidária. Estarei enxergando os interesses de cada estado, do país. Enxergarei os interesses do povo e do Estado, e não do governante. Temos que tratar igualmente todos os estados – disse Lula.

No café da manhã, Lula recebeu apoio de parte do PMDB e do PFL mineiro. O vice-governador eleito de Minas Gerais, Clésio Andrade (PFL), declarou o voto ao candidato do PT e afirmou que parte de seu partido no estado vai se engajar na campanha petista. Lula disse que está muito feliz em receber o apoio de partidos que, no passado, tiveram sérias divergências com o PT. Ele ressaltou que considera muito importante receber o apoio também de parte do PFL de Minas.

– Depois dessas eleições o Brasil não será o mesmo. Tenho o imenso prazer em fazer política. No meu entendimento, política significa a arte de conversar. Falar menos e ouvir mais, estabelecendo convivência democrática, e sendo tolerante com os que discordam do seu pensamento – disse Lula, afirmando que atualmente se faz política no Brasil corretamente.