Lula não acredita em apoio de FHC

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 27 de julho de 2002 as 13:11, por: cdb

O candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, negou neste sábado que tenha tido qualquer conversa com o presidente Fernando Henrique Cardoso a respeito de um suposto apoio ao petista em um eventual segundo turno contra Ciro Gomes (PPS). “Não aconteceu, e acho que se fosse verdadeiro, não saberia pela imprensa”, disse.

Ainda assim, o candidato voltou a afirmar que quer o voto de todos os brasileiros. “Não faremos veto ideológico”, declarou.

Lula criticou a vice-diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Anne Krueger, que pediu “mais clareza” aos presidenciáveis . “É prudente não dar palpite sobre a política interna brasileira. É um conselho”, afirmou.

Segundo o petista, há um governo “constitucional ” no País, que é responsável por assinar ou não acordos com o FMI até 31 de dezembro de 2002. De acordo com ele, a oposição só pode discutir acordos econômicos se e quando vencer as eleições. “Se alguém tiver que falar conosco, deve ser o próprio presidente Fernando Henrique Cardoso”, afirmou.

Lula reuniu-se com o coordenador do seu programa de governo, Antonio Palocci, e colaboradores para discutir as propostas lançadas na última terça-feira.