Lula mostra otimismo para 2004

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 29 de dezembro de 2003 as 08:48, por: cdb

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse estar tranqüilo e muito mais otimista do que em qualquer outro momento de sua vida com os resultados do primeiro ano do seu governo. Durante seu programa radiofônico “Café com o Presidente”,  Lula justificou sua confiança no futuro afirmando que “todos os sinais indicam que a economia está se recuperando, os juros estão baixando, a capacidade de investimento do Estado vai aumentar e todo o governo já tem muito mais experiência, porque sofremos muito nesses 12 meses iniciais”.

Ao lembrar que a situação do país era extremamente delicada no final do ano passado, e “o que aconteceu é que nós tomamos posse e resolvemos consertar o Brasil”, o presidente comparou a ação do governo a de uma mãe que leva o filho para vacinar e, apesar do choro da criança, faz a vacinação porque sabe que está garantindo o futuro da criança.

– O que nós fizemos foi isso: foi uma espécie de vacina para garantir um futuro melhor ao povo brasileiro. Então, tomamos medidas duras para poder dar ao povo brasileiro a certeza de que vamos poder colocar o Brasil no seu devido lugar, fazer com que o povo melhore a sua condição de vida, que a economia volte a crescer. Vamos gerar os empregos necessários e vamos fazer política de distribuição de renda. Afinal de contas, foi para isso que o povo me elegeu – disse.

Lula reiterou sua confiança na população: “Mesmo quando as pessoas estão desempregadas, mesmo quando estão sem dinheiro ou não estão podendo comprar aquilo que querem, estão acreditando que o amanhã vai ser melhor. E nós representamos essa esperança”. Ele revelou ter se emocionado muito, em suas viagens pelo país, quando as pessoas o abraçavam e diziam: “Ô Lula, eu sei que tá difícil, mas eu tô acreditando que no ano que vem vai ter emprego pra mim, eu tô acreditando que no ano que vem eu vou viver um pouco melhor”.

E manifestou seus votos para o próximo ano: “Por isso, eu desejo do fundo do meu coração, junto com a Marisa, que o povo tenha um Ano Novo muito bom, que o povo vá deitar no dia 31 sabendo que, a partir do dia 1º de janeiro, o Brasil vai ser melhor. Eu quero isso para os meus filhos, mas quero também para os filhos dos outros. Eu quero isso para mim, mas também quero para os outros. Eu aprendi uma vez que a felicidade ou a gente reparte ou a gente perde, porque não é possível ser feliz sozinho”.

O presidente chegou para a gravação cantarolando a música “Massa falida”, que era tocada em sua campanha para deputado federal, em 1986, quando “eu chegava às cinco horas da manhã na porta da fábrica”. Disse que o povo parava para ouvir, porque é uma música muito bonita e a letra tem um conteúdo político importante. E brincou: “Não sei se por causa da música ou por minha causa, fui o deputado mais votado da história do Brasil”.

Lula terminou o programa com uma mensagem: “Que Deus abençoe cada mulher, cada homem, cada criança; que Deus nos permita ter força para que a gente possa conquistar aquilo que tanto almejamos, que é melhorar a nossa vida. Portanto, feliz 2004 para todo o povo brasileiro”.