Lula diz que reformas passam por maioria absoluta

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 2 de maio de 2003 as 18:56, por: cdb

“Vamos ter o apoio de mais de 90% da sociedade para fazer que o temos de fazer e aprovar as reformas que vão mudar este país”. A afirmação é do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na tarde desta sexta-feira, durante discurso na inauguração da usina termelétrica Santa Elisa, em Sertãozinho, a 335 km da capital paulista.

Parte do otimismo popular, segundo Lula, vem da recuperação que economia brasileira vem apresentando nos últimos dias. Também devido ao cumprimento das promessas de campanha, entre elas a aprovação das mudanças constitucionais que podem melhorar as contas do país e dar mais competitividade aos produtos brasileiros no exterior.

Lula lembrou que quando assumiu o governo não havia nenhum dólar disponível no exterior para financiar as empresas do Brasil. Mas que agora o risco-país registrou uma queda acentuada e todos os indicadores estão favoráveis.

Lula recebeu homenagem da ex-cortadora de cana-de-açúcar, Maria Zeferina Balldaia, vencedora da corrida São Silvestre de 2001, usando-a como exemplo de determinação. Segundo ele, a história da atleta deve servir de referência para o povo brasileiro recuperar sua auto-estima.

Lula lembrou que os dois trabalharam no passado como torneiro mecânico e bóia-fria , respectivamente, e fez uma brincadeira ao comentar o acidente no qual perdeu um pedaço de seu dedo da mão esquerda. “Eu não fui cortador de cana, mas fui cortador de dedo”, disse Lula, provocando risos na platéia formada por autoridades e empregados da empresa.