Lula defende mudanças na estrutura sindical

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 29 de agosto de 2003 as 10:29, por: cdb

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu mudanças na estrutura sindical brasileira durante seu discurso na noite desta quinta-feira em homenagem aos 20 anos de fundação da Central Única dos Trabalhadores (CUT). “Vamos ter que mudar o necessário para que a gente possa ter uma estrutura sindical moderna, para que a classe trabalhdora possa se organizar livremente, para que o sindicato possa ser mais representantivo”, disse Lula, ao criticar o que chamou de sindicato de carimbo.

O presidente ressaltou também a importância da CUT no processo de eleição que o tornou presidente e exigiu dos sindicalistas que mantenham a sua posição crítica e que cobrem do governo quando acharem necessário.

“Mas antes de cobrarem de mim, cobrem de vocês o que cada um tem feito para melhorar esse país”, disse, comentando ainda a consciência de que poderia fazer pelo país o que os demais políticos não fariam.

Acrescentou que as reformas que vem implantando, embora tenham sido criticadas pelos sindicatos, são necessárias. “Se eu quisesse aplausos não teria feito a reforma previdenciária, porque ela é menos necessária para o governo federal e mais necessária para o governos estaduais. Eu não pensei na próxima eleição, eu pensei na próxima geração. Eu pensei em meu neto e pensei nos nossos netos e no que a gente quer construir para eles. E em qual é o Brasil que a gente quer deixar”, disse Lula.

Em um discurso anterior, Lula havia sido questionado pelo presidente da central sindical, Luiz Marinho, sobre a reforma previdenciária. Em tom de brincadeira, Marinho ofereceu ao presidente o boné comemorativo dos 20 anos da CUT e afirmou que não havia dado o presente antes por não ter sido ouvido em suas críticas.