Lula critica oposição no caso das PPPs

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 18 de setembro de 2004 as 13:27, por: cdb

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou neste sábado a postura da oposição ao governo no Senado Federal em relação ao projeto que cria as Parcerias Público-Privadas (PPPs). Em discurso durante apresentação do projeto que amplia a produção do pólo petroquímico da Petrobras no ABC paulista, Lula disse que a disputa política está retardando a aprovação do projeto.

– No Senado, a única explicação que eu tenho é que isso é uma questão política. Não querem aprovar por questões menores – enfatizou.

O presidente pediu que os senadores oposicionistas tenham “grandeza” com o Brasil. Na avaliação do presidente, as eleições municipais não podem impedir o Congresso Nacional de aprovar as matérias essenciais ao crescimento.

– O país não pode permitir que uma eleição municipal atrapalhe o desenvolvimento do país, o crescimento da economia – disse.

Lula pediu que os políticos dirijam suas críticas pessoais ao presidente sobre as PPPs, mas “dêem um crédito de confiança ao povo brasileiro”. O presidente elogiou a presença do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), no evento realizado esta manhã pela Petrobras. “Apesar das divergências políticas e eleitorais, é demonstração que podemos ensinar o mundo a fazer política civilizada”, afirmou o presidente.

A votação do projeto que cria as parcerias público-privadas já foi adiada sucessivas vezes, no Senado Federal, por falta de acordo entre o governo e a oposição. O projeto tramita na Comissão de Economia do Senado e ainda precisa passar por outras comissões técnicas antes de seguir para votação em plenário.

Nos três últimos esforços concentrados realizados este semestre pelo Congresso Nacional não houve acordo para que a matéria avançasse. O líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP), já anunciou que a votação das PPPs vai ocorrer somente depois das eleições municipais de outubro.