Lula analisa desenvolvimento da América Latina

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 16 de maio de 2003 as 15:03, por: cdb

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez nesta quinta-feira, durante a videoconferência do Annual Bank Conference on Development Economics – Europe nesta quinta-feira, uma avaliação do desenvolvimento da América Latina nas últimas décadas. Mas antes salientou que os países em desenvolvimento e os desenvolvidos estão diante de um momento cujas decisões, a serem tomadas agora, definirão os rumos da economia mundial nos próximos anos.

Lula se disse especialmente preocupado com as parcelas das populações do mundo que ainda estão submetidas “ao flagelo da pobreza”.

Disse que, na América Latina, nas últimas décadas, o crescimento econômico ficou muito aquém do desejável mas observou que, apesar disso, houve a consolidação das democracias e um esforço conjunto dos países para combater a inflação.

– Os países da América Latina vêm realizando um tremendo esforço para colocar a dívida pública sob controle – afirmou, ressalvando que, apesar disso, os ganhos obtidos não beneficiaram todas as camadas da população.

O presidente atribuiu esse problema ao fato de que os países não criaram uma rede de proteção social para as classes mais pobres da população. Ele disse ainda que, ao longo das últimas décadas, os indicadores sociais melhoraram, mas não garantiram o atendimento dos objetivos almejados, e o resultado disso é um forte contraste entre os mais ricos e a população pobre.

Lula disse, também, que é necessário que os esforços domésticos feitos pelos países da América Latina se traduzam em avanços econômicos.

– Para a vitória neste bom combate, contamos com o comércio e com os investimentos internacionais – afirmou. Segundo ele, esses dois fatores podem constituir-se em “uma avenida de desenvolvimento”, se forem transformados em via de mão dupla.

A videoconferência de que participa o presidente é um encontro preparatótio para a reunião do G-8, que será realizada em 1º de junho.